Como definir os modelos de remuneração variável dentro das empresas?

Como definir os modelos de remuneração variável dentro das empresas?

Como definir os modelos de remuneração variável dentro das empresas?

Há algum tempo atrás os salários fixos eram o ponto de maior atenção e o principal motivador para os profissionais, porém, com o passar do tempo esta preferência acabou diminuindo e os modelos de remuneração variável acabaram ganhando um espaço maior dentro das empresas. 

Esta modalidade de remuneração se tornou um recurso importante para a motivação dos colaboradores, e passou a compor as estratégias de planejamento e gestão das empresas. 

Para que você saiba como definir os modelos de remuneração variável dentro das empresas precisamos antes entender alguns pontos como:

  • Como funciona o processo de remuneração variável dentro das empresas.
  • Entenda como recompensar e reconhecer o time. 
  • Saiba como definir um bom modelo de remuneração variável.

Como funciona o processo de remuneração variável dentro das empresas.

A remuneração variável muda de acordo com o desempenho do colaborador, ou seja, quanto melhor o resultado maior será a recompensa no final do período. Por isso, muitos consideram a remuneração variável como uma recompensa pelos resultados entregues. 

Esse tipo de recompensa pode ser aplicada por qualquer empresa ou setor que faça uma boa análise de desempenho e de resultados, mas o mais comum é ser aplicado para setores de vendas e de produção. 

A remuneração variável também costuma ser chamada de bônus por produtividade, que é composto por ganhos indiretos para a motivação dos colaboradores na produtividade.

Alguns outros benefícios  conquistados por empresas e profissionais que trabalham com a remuneração variável são: 

  • Aumento da força de crescimento da empresa;
  • Incentivo a valorização do profissional;
  • Busca por competência e capacitação;
  • Reforço dos vínculos do profissional com a empresa;
  • Empenho e engajamento dos colaboradores com os objetivos da empresa; 
  • Potencialização da contribuição do indivíduo para o alcance de objetivos e de metas definidas.

É muito importante ressaltar que a implementação desta metodologia dentro das empresas exige que todos estejam alinhados e focados na mesma direção. Para os colaboradores, é essencial que a regra de remuneração seja clara e de possível alcance.

Falando brevemente de outras alternativas de remuneração, podemos citar a, participação nos lucros e resultados, bônus, comissão entre outros, para saber quais tipos de remuneração e como funciona (clique aqui).

Entenda como recompensar e reconhecer o time. 

Já contextualizamos alguns fatores importantes da remuneração variável, e agora precisamos entender como definir o melhor modelo de remuneração, ou seja, aquele que faz mais sentido para a sua empresa. Não é somente aplicar um programa de remuneração variável dentro das empresas, o mais importante é entender qual a melhor forma de recompensar os resultados e valorizar estas ações. 

Primeiramente, é importante lembrar que a recompensa das pessoas é um processo importante na gestão de pessoas e pode ser composta por três atitudes: 

  • Remuneração;
  • Programa de incentivo e reconhecimento; 
  • Benefícios e serviços; 

Existem algumas formas de abordar a remuneração variável dentro das empresas, e vamos listar a seguir quais são e como cada uma funciona.

Abordagem tradicional 

Determina que os funcionários são motivados exclusivamente envolvendo questões salariais, financeiras e materiais. Na abordagem tradicional, a remuneração segue de encontro com a regulamentação e modelo de remuneração, ou seja, todos os colaboradores são avaliados de forma igualitária e os fatores de desempenho e qualidades individuais são irrelevantes. 

A remuneração de acordo com a abordagem tradicional  é baseada ao longo do tempo e histórico do funcionário com valores fixos. 

Abordagem moderna

Já na abordagem moderna  a situação é diferente, nesta abordagem é entendido que as pessoas são motivadas por diversos tipos de incentivo, e é por isso que a remuneração segue uma estratégia flexível. 

É dentro da abordagem moderna que a remuneração variável melhor se encaixa, pois ela se baseia nos resultados e metas alcançadas pelo time, seja de forma coletiva ou individual. O seu foco é o desempenho futuro e os valores flexíveis e variáveis.

Saiba como definir um bom modelo de remuneração variável.

Para definir um bom programa de remuneração variável e que mantenha a saúde e crescimento da sua empresa é essencial seguir as seguintes etapas, confira algumas:

Defina os indicadores gerais:  
Esse é o primeiro passo para estruturar o programa de remuneração variável. Há inúmeros indicadores e métodos de avaliação dos resultados, e eles são atrelados às metas e indicam o alinhamento feito entre os objetivos de toda empresa e dos setores.
Defina os indicadores de  cada setor: 

Cada setor deve ter seu indicador específico, pois cada área da empresa tem uma função e um impacto dentro do resultado geral, ou seja, o impacto de um time de vendas é diferente do impacto de um time de operação.

 Defina os indicadores individuais: 

Cada área além de ter os indicadores coletivos é importante que tenha indicadores individuais, assim fica mais fácil identificar quem está atingindo os resultados. É importante levar em consideração que cada colaborador tem suas características e perfil.  

 Defina as regras: 

Para a definição das regras  é preciso equilibrar o peso e o impacto de cada um deles, criando grupos de regras, você poderá organizar o modelo de remuneração de acordo com a regra que cada equipe receberá.

 Defina os parâmetros/peso:

Isso significa delimitar com qual porcentagem de alcance da meta por indicador o programa será válido. Por exemplo: 80%, 100% ou 120%. Desta forma, você pode remunerar de acordo com o impacto no resultado de cada um. 

Acompanhe os objetivos:

Os objetivos e os indicadores devem ser acompanhados frequentemente e o mais importante é importante colocar essas informações à vista de todos, para isso você pode aplicar o modelo de gestão à vista.

Agora que você entende como definir o modelo de remuneração variável dentro das empresas, comece a implementar!

Share on linkedin
Share on google
Share on facebook
Share on twitter

Outros artigos que podem te interessar

Os tipos de remuneração fixa, variável e indireta.

Os tipos de remuneração fixa, variável e indireta.

Entre as diversas formas e modelos de remunerar um profissional pelo trabalho prestado ou horas de serviços realizados, estão os tipos de remuneração fixa, variável e indireta. Para muitos pode não ter diferença e geralmente optam pela mais comum que é a fixa, porém você pode pode fazer combinações destas categorias de remuneração ou até

Como a indústria de alimentos e bebidas aplicam a remuneração variável?

Como a indústria de alimentos e bebidas aplicam a remuneração variável?

Saiba como a indústria de alimentos e bebidas aplicam a remuneração variável? O setor da indústria de alimentos e bebidas é um dos setores que mais cresce no Brasil e no mundo, por se tratar de um produto essencial para todas as pessoas a sua distribuição e venda ocorre de maneira muito dinâmica. Principalmente, por

Pontos de atenção ao escolher um sistema de gestão de performance para minha empresa.

Atenção ao escolher um sistema de gestão de performance para empresa.

Se você chegou até este artigo muito provavelmente já sabe o que é gestão de performance e a sua importância dentro das empresas.  Já sabemos que o primeiro ponto de atenção ao escolher um sistema de gestão de performance é ter um sistema que ajude a melhorar o desempenho da equipe. Por isso, é de

Gostou? Inscreva-se para receber mais conteúdos como esses gratuitamente