Quais são os tipos de metodologias ágeis?

Quais são os tipos de metodologias ágeis?

Quais são os tipos de metodologias ágeis?

Falamos anteriormente sobre a importância e sobre o impacto das metodologias ágeis dentro das empresas e em seus projetos. Para entender mais a fundo a respeito do que são as metodologias ágeis e sua importância, escrevemos um artigo que pode te ajudar: O que é Metodologia ágeis e tudo que você precisa saber.

Mas em resumo as metodologias ágeis surgiram com a união de diversas metodologias que foram desenvolvidas com o objetivo de facilitar e agilizar os processos e projetos dentro de uma empresa, em grande parte das vezes, as metodologias ágeis são usadas por equipes de desenvolvimento de softwares e outras tecnologias. 

Essas metodologias ágeis são técnicas e métodos não convencionais para gestão de projetos comuns, confira a seguir algumas das principais metodologias ágeis:

Scrum

O scrum é uma das metodologias ágeis mais utilizadas. Um dos principais motivos para ele ser um dos mais utilizados é a sua capacidade de integração fácil a outras metodologias ágeis. O Scrum pode ser aplicado por desenvolvedores de software e também por outras áreas, ele costuma estar focado na gestão de projetos tendo como princípio principal o planejamento incremental e iterativo. As fases de um projeto utilizando o Scrum são chamadas de sprints. 

O scrum é um framework para desenvolvimento e sustentação de produtos e foi criado por 

Ken Schawaber e por Jeff Sutherland. Os criadores dividiram o scrum em ciclos de 1 a 4 semanas em atividades que vão do planejamento à entrega. 

Lean

O Lean é um conceito que pode ser traduzido como “enxuto” e se tornou muito conhecido no universo das StartUps e de empresas mais modernas, esse termo surgiu com o termo “Lean StartUp” criado por Eric Ries. 

Um dos principais objetivos do Lean é a fácil identificação e eliminação de desperdícios dentro de uma empresa, ou durante a execução de um determinado projeto. Nesta metodologia, apenas os recursos necessários são bem-vindos para a realização dos trabalhos,ou seja, é importante reduzir custos, diminuir a complexidade das tarefas, melhorar as entregas, aumentar a produtividade do time e o compartilhamento de informações. 

DSDM

O DSDM são as siglas do termo Dynamic System Development Model, e é uma metodologia ágil pioneira no campo de desenvolvimento de projetos e também no desenvolvimento de softwares, geralmente  é mais aplicado em projetos de prazo enxuto e orçamentos fixos.

Um dos principais diferenciais do DSDM é que a estrutura  composta por processos de desenvolvimento permite que suas funcionalidades mude, contanto que o prazo de execução total permaneça o mesmo.

FDD 

A sigla FDD resume o teo Feature Development, e reúne as melhores práticas identificadas nas metodologias ágeis citadas anteriormente. Uma base importante é o foco nas funcionalidades, dando a oportunidade para a equipe realizar todo o planejamento por fases.

As boas práticas do FDD para o gerenciamento de projetos são:

  • desenvolver funcionalidades;
  • contar somente com um programador por funcionalidade desenvolvida;
  • controlar a qualidade em todas as fases do projeto;
  • gerenciar as configurações;
  • integrar continuamente as funcionalidades;
  • testar o software;
  • realizar o planejamento incremental.

Quer deixar o seu dia mais ágil?

Para tornar o seu dia mais ágil e encontrar boas práticas para deixar seus processos e projetos mais simples e eficazes, aprofunde-se nessas metodologias e aplique com sua equipe para ter sucesso.

Share on linkedin
Share on google
Share on facebook
Share on twitter

Outros artigos que podem te interessar

Automatização do Cálculo de PLR: Superando Desafios e Maximizando Benefícios.

Neste artigo, iremos descobrir juntos como a automatização do cálculo da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) pode te ajudar a superar desafios, maximizar benefícios e simplicar operações. O cálculo da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) é uma tarefa complexa que envolve diversos parâmetros, variáveis e considerações. Realizá-lo manualmente impõe uma série de desafios

Programas de Incentivos Variáveis: Cinco Dicas para criar um programa de incentivos variáveis bem-sucedido.

Implementar um programa de incentivos variáveis é uma estratégia poderosa para motivar equipes e impulsionar o desempenho em 2024. Contudo, o sucesso dessa iniciativa requer uma abordagem cuidadosa e estruturada. Neste artigo, exploraremos cinco dicas essenciais para criar e manter um programa bem-sucedido que não apenas motive, mas também contribua para o sucesso geral da

Impulsionando Equipes: Estratégias de Incentivo que Transformam Resultados

Se você busca não apenas atingir metas, mas superá-las com uma equipe motivada e engajada, é hora de ir além dos métodos convencionais. Descubra como as estratégias de incentivo, sejam elas financeiras ou não, podem ser poderosos catalisadores para elevar não apenas a produtividade, mas também o moral e a coesão da equipe. 1. Incentivos

Gostou? Inscreva-se para receber mais conteúdos como esses gratuitamente

    pt_BR