Não basta ter metas, tem que monitorar

Não basta ter metas, tem que monitorar

Não basta ter metas, tem que monitorar

Não basta ter metas, tem que monitorar, em um dos grupos do qual participamos no LinkedIn, foi publicado um texto que trazia 3 pontos fundamentais no processo de gestão de metas:

  • Definir metas “agressivas”, porém realistas;
  • Levantar (e analisar) os dados;
  • Monitorar a performance.

E, por mais óbvios que pareçam, muitas organizações enfrentam dificuldades no momento da execução destes pontos, seja por falta de uma verdadeira cultura de resultados ou mesmo por barreiras tecnológicas resultantes da complexidade (ou desconexão) de suas ferramentas/ sistemas atuais.

E o que temos visto com mais recorrência é a “negligência” no acompanhamento do desempenho. Nem é preciso dizer o quanto isto enfraquece qualquer decisão tática que seja necessária ser tomada ao longo do período (e não só depois do “fechamento”). Ou seja, não se consegue acompanhar a performance dos indicadores-chave…

  • …como posso estabelecer (para mim ou minha equipe) um plano de ação eficiente?
  • …como posso dar feedback para minha equipe?
  • …como posso criar um plano de incentivo eficaz?

Diante disto, fica a reflexão de que o acompanhamento de resultados, traduzidos em performance de forma simples e objetiva, é tão importante quanto a definição da meta em si.

Leia o post completo (em inglês) publicado originalmente por Matt Tyre que inspirou este breve post aqui no blog da AchieveMore. Não basta ter metas, tem que monitorar

Share on linkedin
Share on google
Share on facebook
Share on twitter

Outros artigos que podem te interessar

Automatização do Cálculo de PLR: Superando Desafios e Maximizando Benefícios.

Neste artigo, iremos descobrir juntos como a automatização do cálculo da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) pode te ajudar a superar desafios, maximizar benefícios e simplicar operações. O cálculo da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) é uma tarefa complexa que envolve diversos parâmetros, variáveis e considerações. Realizá-lo manualmente impõe uma série de desafios

Programas de Incentivos Variáveis: Cinco Dicas para criar um programa de incentivos variáveis bem-sucedido.

Implementar um programa de incentivos variáveis é uma estratégia poderosa para motivar equipes e impulsionar o desempenho em 2024. Contudo, o sucesso dessa iniciativa requer uma abordagem cuidadosa e estruturada. Neste artigo, exploraremos cinco dicas essenciais para criar e manter um programa bem-sucedido que não apenas motive, mas também contribua para o sucesso geral da

Impulsionando Equipes: Estratégias de Incentivo que Transformam Resultados

Se você busca não apenas atingir metas, mas superá-las com uma equipe motivada e engajada, é hora de ir além dos métodos convencionais. Descubra como as estratégias de incentivo, sejam elas financeiras ou não, podem ser poderosos catalisadores para elevar não apenas a produtividade, mas também o moral e a coesão da equipe. 1. Incentivos

Gostou? Inscreva-se para receber mais conteúdos como esses gratuitamente

    pt_BR