Como fazer o mapeamento de processos empresariais de forma eficiente.

Como fazer o mapeamento de processos empresariais de forma eficiente.

Como fazer o mapeamento de processos empresariais de forma eficiente.

Muitos líderes e gestores empresariais tem dúvida de como realizar um mapeamento de processos de forma eficiente  e para que esse mapeamento seja feito de forma correta é importante para o gestor que ele conheça todas as nuances dos processos internos da empresa e como está o andamento de todos os projetos. 

Para isso, é necessário realizar um roteiro completo que alcance todas as áreas e etapas da empresa, desde o mais simples até o mais importante para o bom desempenho da empresa. Desta forma, será possível identificar as oportunidades de melhoria em busca de promover uma gestão mais eficiente. 

Para te ajudar neste desafio, preparamos este artigo com o objetivo de te explicar desde o que é o mapeamento de processos até mesmo para que você saiba como fazer o mapeamento de processos empresariais de forma eficiente.

O que é um mapeamento de processos?

No ambiente corporativo, o mapeamento de processos é uma prática que consiste em entender e identificar as etapas dos processos de trabalho, o mapeamento de processos aponta os elementos e as ordens de atividades que compõem os processos internos da empresa.  

O mapeamento de processos é importante pois ajuda a mostrar todo o caminho e etapas importantes de uma atividade dentro da empresa, facilitando o aprendizado e adaptação de novos funcionários. 

Além disso, o mapeamento de processos pode ser também aplicado em projetos da empresa, pois ela identifica qual é o fluxo ideal para determinada tarefa dentro do projeto, bem como os responsáveis das etapas. Além de mostrar todo o caminho que vai desde o início até a finalização do projeto, desta forma você conseguirá organizar todas as atividades e definir as prioridades e prazos para a conclusão do projeto.

Mapear um projeto possibilita alinhar as expectativas e ter mais controle sobre o desempenho e a evolução do projeto. 

Quais são os objetivos do mapeamento de processos? 

O mapeamento de processos tem como objetivo proporcionar um maior entendimento sobre o funcionamento dos processos em todas as etapas da esteira. Uma das principais intenções dessa prática é possibilitar uma melhor compreensão mais clara e objetiva sobre todas as etapas dos processos, identificando quais são os pontos fortes e fracos dos processos para que eles possam ser corrigidos e melhorados. 

O mapeamento de processos consegue promover uma melhoria contínua e uma gestão mais robusta e eficiente de todos os processos dentro da organização. 

Passo a passo para fazer um mapeamento de processos empresariais de forma eficiente. 

Agora que você já entendeu um pouco mais sobre o mapeamento de processos, chegou a hora de você saber como fazer o mapeamento de processos empresariais de forma eficiente. 

Confira a seguir cada uma das etapa: 

1 – Determine quais setores e processos precisam ser mapeados. 

A primeira etapa para o mapeamento de processos é determinar quais serão os setores e processos que precisam ser mapeados para um ajuste mais urgente, geralmente são áreas que não estão caminhando bem em seus resultados, pois desta forma você conseguirá ajustar os processos e melhorar a performance mais rápido. 

 2 – Identifique quem será o responsável por fornecer as informações dos processos. 

O responsável por fornecer as informações dos processos é uma chave importante para um mapeamento de processos empresariais eficiente, pois quanto maior o conhecimento da pessoa responsável melhor será. Pense em um profissional que está a muito tempo dentro da empresa e conhece o suficiente de todas as áreas para te ajudar neste mapeamento.

Além desta pessoa responsável por passar as informações gerais da empresa, é importante que cada setor tenha alguém que saiba como funcionam todos os processos da área e que forneça as informações necessárias do seu departamento para um mapeamento eficiente.  

3 – Aponte onde inicia cada processo 

O início de cada processo também é conhecido como “inputs”, ou seja, onde se inicia cada demanda do processo. É importante ter o conhecimento de onde é a entrada da demanda para que se entenda o processo como um todo e isso te ajudará a saber o nível de importância daquela ação. 

4 – Identifique cada elemento do processo 

Nesta etapa, você precisa identificar todos os elementos que fazem parte de um processo, e quais deles são essenciais para o seu bom funcionamento.

Por isso você deve fazer as seguintes perguntas:

1 – Quais são as etapas deste processo?

2 – Quais elementos compõem este processo?

3 – Quem são os responsáveis por cada etapa e elemento do processo?

5 – Identifique quem são os clientes.

Os clientes são as pessoas responsáveis por gerar a demanda do processo, e são elas geralmente as pessoas que estão responsáveis por acompanhar todo o processo e estarão na ponta final recebendo as saídas do processo. 

6 – Aponte onde se finaliza o processo. 

O término de um processo é a etapa onde se entrega “O produto final” da demanda. Ou seja, ela é a conclusão de toda a esteira necessária para a conclusão de uma tarefa. Saber onde uma demanda é finalizada é importante pois nela você sabe se o projeto ou demanda foi concluído da forma correta e completamente satisfatória. 

7 – Documente todo o processo nos mínimos detalhes. 

E por último, neste último passo de como fazer o mapeamento de processos, você precisa deixar registrado todas as etapas, atividades, responsáveis, handoffs, entradas, saídas, clientes e fornecedores. Pois com este histórico você conseguirá manter todos os processos organizados de forma eficiente e sempre com a mesma qualidade. 

Como falamos ao longo deste artigo, ter processos bem mapeados e de forma eficiente ajuda a sua empresa a caminhar rumo ao sucesso, pois uma empresa bem organizada e com processos estruturados têm mais chances de melhorar a produtividade e atingir resultados melhores.

Para melhorar a produtividade e os resultados da sua equipe saiba mais entrando em contato com o nosso time! (Clique aqui)

Share on linkedin
Share on google
Share on facebook
Share on twitter

Outros artigos que podem te interessar

Automatização do Cálculo de PLR: Superando Desafios e Maximizando Benefícios.

Neste artigo, iremos descobrir juntos como a automatização do cálculo da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) pode te ajudar a superar desafios, maximizar benefícios e simplicar operações. O cálculo da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) é uma tarefa complexa que envolve diversos parâmetros, variáveis e considerações. Realizá-lo manualmente impõe uma série de desafios

Programas de Incentivos Variáveis: Cinco Dicas para criar um programa de incentivos variáveis bem-sucedido.

Implementar um programa de incentivos variáveis é uma estratégia poderosa para motivar equipes e impulsionar o desempenho em 2024. Contudo, o sucesso dessa iniciativa requer uma abordagem cuidadosa e estruturada. Neste artigo, exploraremos cinco dicas essenciais para criar e manter um programa bem-sucedido que não apenas motive, mas também contribua para o sucesso geral da

Impulsionando Equipes: Estratégias de Incentivo que Transformam Resultados

Se você busca não apenas atingir metas, mas superá-las com uma equipe motivada e engajada, é hora de ir além dos métodos convencionais. Descubra como as estratégias de incentivo, sejam elas financeiras ou não, podem ser poderosos catalisadores para elevar não apenas a produtividade, mas também o moral e a coesão da equipe. 1. Incentivos

Gostou? Inscreva-se para receber mais conteúdos como esses gratuitamente

    pt_BR