4 indicadores para ser mais assertivo no acompanhamento financeiros.

4 indicadores para ser mais assertivo no acompanhamento financeiros.

Indicadores financeiros são ferramentas essenciais para medir o sucesso do seu negócio. Com eles é possível mensurar e entender qual é o progresso da sua empresa em relação aos objetivos gerais e específicos. Além disso, os indicadores financeiros não mostram somente a saúde financeira da empresa, mas também nos permite saber como está o desempenho e engajamento dos profissionais que estão relacionados diretamente com o dinheiro da empresa, e também se as estratégias adotadas estão trazendo os resultados desejados. Pensando na importância dos indicadores financeiros, separamos 4 indicadores para você ser mais assertivo no acompanhamento financeiro.

Quando bem definidos, os indicadores financeiros fornecem dados concretos que servem para fundamentar decisões importantes dentro de uma empresa, como investir mais ou cortar gastos. 

Confira a seguir quais são esse 4 indicadores para ser mais assertivo no acompanhamento financeiro e aplique o quanto antes na sua empresa.

1 – Margem de Lucro bruto e líquido

A margem de lucro, seja ela líquida ou bruta, é essencial para apontar diversos fatores importantes de uma empresa, principalmente como está a sua saúde. Para entendermos a importância da margem de lucro como indicador de uma empresa precisamos entender a diferença entre o lucro bruto e líquido. Confira a seguir: 

Margem de Lucro Bruto:

Na margem de lucro bruto é considerada apenas os fatores de custos de vendas, o cálculo é feito pela divisão entre a receita de um determinado período subtraindo o custo do que foi vendido e a receita total. 

  • Margem de Lucro Bruto = (Receita – Custo do Bem Vendido) / Receita

A margem de lucro bruto acaba sendo mais fácil de calcular do que a líquida, porém é um resultado menos preciso. Mesmo assim, se torna uma ótima fonte de dados para a liderança de uma empresa, principalmente para aqueles que estão diretamente envolvidos com a área financeira. 

Margem de Lucro Líquido: 

Este indicador financeiro da margem de lucro líquido, leva em consideração não apenas os custos de vendas, mas também as despesas comerciais, operacionais e administrativas. Para chegar à margem de lucro líquido, deve ser dividido o lucro líquido da empresa de um determinado período pela receita total dentro do mesmo período determinado.

  • Margem de Lucro Líquido = Lucro Líquido / Receita Total

 Calculando a margem de lucro líquido de uma empresa você entenderá a eficácia da sua empresa em gerar lucro real da receita adquirida. 

2 – Índice de endividamento

O índice de endividamento assim como a margem de lucro é um indicador muito importante, principalmente quando ambos são analisados e comparados juntos, pois de nada adianta quando a empresa está com uma margem de lucro boa, porém o índice de endividamento é maior do que os lucros. 

O endividamento é referente a todas as dívidas obtidas pela empresa e também considera qual é a capacidade de pagamento dessas dívidas. Quando o índice de endividamento é mensurado é possível visualizar quanto é financiado por terceiros e o quanto é financiado por capital próprio da empresa. 

O interessante é que caso o endividamento esteja muito alto e aumentando é um sinal que você precisa ficar mais atento à saúde financeira da sua empresa. A fórmula para calcular o índice de endividamento é:

  • IE = (Passivo / Ativo) x 100

3 – Ticket Médio

O ticket médio é o valor médio de cada venda em determinado período. Em resumo, é o quanto cada cliente gastou comprando seus produtos e serviços. 

O KPI de ticket médio é importante para que se possa melhorar as estratégias de venda e marketing, como também entender a necessidade de investimento em desenvolvimento dos colaboradores e até mesmo rever os preços cobrados pela entrega do serviço ou produto vendido. 

Para saber o valor do ticket médio, você precisa somar o faturamento de todas as vendas e dividir pelo número total de vendas. 

4 – Margem operacional

E por último, mas não menos importante o indicador Margem operacional, ele é muito importante para tomadas de decisão, pois este KPI é responsável para medir a eficiência operacional da sua empresa, ajudando a determinar o quanto da sua receita líquida é proveniente dos seus esforços de trabalho. 

Para calcular a margem operacional é necessário dividir o lucro operacional pela receita líquida de determinado período. Veja a fórmula para calcular:  

  • Margem Operacional = (lucro operacional / receita líquida) x 100

Exemplo:

MO = (53.000 / 198.000) x 100

MO = 27,77%

Quanto maior a margem operacional menor será o custo para cada valor vendido. 

Concluindo, os indicadores financeiros são importantes para diversas tomadas de decisões importantes que permitem avaliar a estabilidade financeira da sua empresa. Por isso, é importante procurar manter todos os dados atualizados e disponíveis para que sempre possa ser acompanhado. 

Share on linkedin
Share on google
Share on facebook
Share on twitter

Outros artigos que podem te interessar

Automatização do Cálculo de PLR: Superando Desafios e Maximizando Benefícios.

Neste artigo, iremos descobrir juntos como a automatização do cálculo da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) pode te ajudar a superar desafios, maximizar benefícios e simplicar operações. O cálculo da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) é uma tarefa complexa que envolve diversos parâmetros, variáveis e considerações. Realizá-lo manualmente impõe uma série de desafios

Programas de Incentivos Variáveis: Cinco Dicas para criar um programa de incentivos variáveis bem-sucedido.

Implementar um programa de incentivos variáveis é uma estratégia poderosa para motivar equipes e impulsionar o desempenho em 2024. Contudo, o sucesso dessa iniciativa requer uma abordagem cuidadosa e estruturada. Neste artigo, exploraremos cinco dicas essenciais para criar e manter um programa bem-sucedido que não apenas motive, mas também contribua para o sucesso geral da

Impulsionando Equipes: Estratégias de Incentivo que Transformam Resultados

Se você busca não apenas atingir metas, mas superá-las com uma equipe motivada e engajada, é hora de ir além dos métodos convencionais. Descubra como as estratégias de incentivo, sejam elas financeiras ou não, podem ser poderosos catalisadores para elevar não apenas a produtividade, mas também o moral e a coesão da equipe. 1. Incentivos

Gostou? Inscreva-se para receber mais conteúdos como esses gratuitamente

    pt_BR